FAMÍLIA SANTISTA

a casa do verdadeiro santista

SANTOS FUTEBOL CLUBE

Santos Futebol Clube

SANTOS FUTEBOL CLUBE, A HISTÓRIA MAIS GLORIOSA DO FUTEBOL MUNDIAL

Parou guerra, revelou o maior jogador da história, é o clube mais artilheiro do mundo, com o rótulo de DNA ofensivo, com mais de 12 mil gols marcados…

Berço de craques, revelando a cada temporada talentos para o mundo do futebol. Seu nome deu origem a mais de 50 times pelo planeta… Este é apenas um resumo do Maior Time da Terra.

Sua história e seu presente são motivos de orgulho para os mais de 8 milhões de torcedores espalhados pelo planeta. Suas cores representam o Branco da Paz e o Preto da Nobreza.

Santos Futebol Clube

Sua Bandeira no Mastro é a História de um Passado e um Presente só de Glórias

A Maior Galeria de Troféus do Mundo

Não há nenhum campeonato disputado em que o Santos Futebol Clube não tenha conquistado pelo menos um título. Incrível!

SANTOS FUTEBOL CLUBE

Considerado pela FIFA o Maior Time das Américas no Século XX.

Década de 1910

1913 – Campeão Santista (invicto)
1915 – Bicampeão Santista (invicto)

Década de 1920

1926 – Campeão Torneio Início Extra
1928 – Campeão Torneio Início (Apea)
1929 – Campeão Santista

Década de 1930

1930 – Campeão do Torneio Início Santista
1935 – Campeão Paulista (LPF)
1937 – Campeão do Torneio Início (LPF)

Década de 1940

1948 – Campeão da Taça Cidade de Santos
1948 – Vencedor da Taça das Taças (Cidade de Santos x Cidade de São Paulo)
1949 – Campeão da Taça Cidade de São Paulo

Década de 1950

1951 – Torneio Quadrangular de Belo Horizonte (Campeão Invicto)
1952 – Campeão do Torneio Início (FPF)
1952 – Campeão da Taça Santos F.C.
1955 – Campeão Paulista (2º)
1956 – Campeão da Taça Gazeta Esportiva (24 jogos invicto)
1956 – Campeão do Torneio Internacional da FPF
1956 – Campeão do Torneio de Classificação (17 jogos invicto)
1956 – Bicampeão Paulista (3º)
1958 – Campeão Paulista (4º)
1959 – Campeão da Taça Dr. Mário Echandi (Costa Rica)
1959 – Campeão do Torneio Pentagonal do México
1959 – Campeão do Torneio Rio/São Paulo
1959 – Troféu Tereza Herrera (Espanha)
1959 – Torneio de Valencia (Espanha)

Década de 1960

1960 – Troféu de Gialorosso (Itália)
1960 – Campeão do IV Torneio de Paris
1960 – Campeão Paulista (5º)
1961 – Campeão do Torneio da Costa Rica
1961 – Campeão do Torneio Pentagonal de Guadalajara (México)
1961 – Bicampeão do Torneio de Paris
1961 – Campeão do Torneio Itália
1961 – Bicampeão Paulista (6º)
1961 – Campeão Brasileiro (Taça Brasil)
1962 – Bicampeão Brasileiro (Taça Brasil)
1962 – Campeão da Taça Libertadores da América
1962 – Tricampeão Paulista (7º)
1962 – Campeão Mundial Interclubes
1963 – Tricampeão Brasileiro (Taça Brasil)
1963 – Campeão do Torneio Rio/São Paulo)
1963 – Bicampeão da Taça Libertadores da América
1963 – Bicampeão Mundial Interclubes
1964 – Bicampeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Rio/S. Paulo)
1964 – Campeão Paulista (8º)
1964 – Tetracampeão Brasileiro (Taça Brasil)
1965 – Campeão do Torneio Hexagonal do Chile
1965 – Campeão do Torneio de Caracas (Venezuela)
1965 – Campeão do Torneio Quadrangular de Buenos Aires (Argentina)
1965 – Bicampeão Paulista (9º)
1965 – Pentacampeão Brasileiro (Taça Brasil)
1966 – Campeão do Torneio Rio/São Paulo
1966 – Campeão do Torneio de Nova York
1967 – Campeão Paulista (10º)
1967 – Campeão do Torneio Triangular de Roma/Florença
1967 – Campeão do Torneio Rubens Ulhoa Cintra (Cidade de Santos)
1968 – Campeão do Torneio Amazônia
1968 – Campeão do Torneio Octogonal Chile (Nicolau Moran)
1968 – Bicampeão Paulista (11º)
1968 – Hexacampeão Brasileiro – Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1ª Taça de Prata)
1968 – Campeão da Recopa – Sul-Americano Interclubes (68/69)
1969 – Campeão Torneio Pentagonal de Buenos Aires
1969 – Campeão da Recopa – Mundial Interclubes
1969 – Tricampeão Paulista (12º)
1969 – Torneio de Cuiabá

Década de 1970

1970 – Torneio Hexagonal do Chile
1970 – Taça Cidade de São Paulo
1970 – Torneio Triangular da Guatemala
1971 – Torneio de kingston – Jamaica
1972 – Fita Azul do Futebol Brasileiro (17 partidas invicto)
1973 – Campeão Paulista (13º)
1975 – Torneio Laudo Natel (Governador do Estado de São Paulo)
1975 – Torneio Governador da Bahia (Roberto Santos)
1977 – Torneio Hexagonal do Chile
1977 – Campeão da Copa Governador Luiz Ducoing Leon/México
1978 – Campeão Paulista (14º)

Década de 1980

1983 – Campeão do Torneio Vencedores da América (Uruguai)
1983 – Campeão do Torneio Cidade de Pamplona (Espanha)
1984 – Campeão do Torneio Início da FPF
1984 – Campeão da Taça dos Invictos da Gazeta Esportiva Nova Série (15 partidas)
1984 – Campeão Paulista (15º)
1985 – Campeão do Torneio Copa Kirim (Japão)
1987 – Campeão do Torneio Cidade de Marseille (França)

Década de 1990

1990 – Campeão da Super Copa Americana (Taiwan)
1994 – Campeão da Copa Denner
1996 – Campeão do Torneio de Verão (Santos)
1997 – Campeão do Torneio Rio/São Paulo (5º)
1998 – Campeão da Copa Conmebol

Década de 2000

2002 – Heptacampeão Brasileiro
2004 – Copa Federação Paulista de Futebol (Santos B)
2004 – Octacampeão brasileiro
2006 – Campeão Paulista (16º)
2007 – Bicampeão Paulista (17º)

Santos Futebol Clube - Berço de craques

Década de 2010

2010 – Campeão Paulista (18º)
2010 – Campeão da Copa do Brasil
2011 – Bicampeão Paulista (19º)
2011 – Campeão da Taça Libertadores da América (3º)
2012 – Tricampeão Paulista (20º)
2012 – Campeão da Recopa Sul-Americana (1º)
2015 – Campeão Paulista (21º)
2016 – Bicampeão Paulista (22º)

EM 1969 O SANTOS FUTEBOL CLUBE PAROU A GUERRA DO CONGO E DA NIGÉRIA

Hinos do Santos Futebol Clube

Oficial – Carlos Henrique Roma

Sou alvinegro da Vila Belmiro
O Santos vive no meu coração
É o motivo de todo o meu riso
De minhas lágrimas e emoção

Sua bandeira no mastro é a história
De um passado e um presente só de glórias
Nascer, viver e no Santos morrer
É um orgulho que nem todos podem ter

No Santos pratica-se o esporte
Com dignidade e com fervor
Seja qual for a sua sorte
De vencido ou vencedor

Com técnica e disciplina
Dando o sangue com amor
Pela bandeira que ensina
Lutar com fé e com ardor

Leão do Mar – Mangeri Neto e Mangeri Sobrinho

Santos, Santos, Gooooool

Agora quem dá bola é o Santos,
O Santos é o novo Campeão,
Glorioso Alvinegro praiano,
Campeão absoluto desse ano,

Santos sempre Santos,
Dentro ou fora do Alçapão,
Jogue o que jogar,
És o leão do mar,
Salve o nosso campeão

Os dez maiores artilheiros do Santos

Pelé – Edson Arantes do Nascimento

(1956 a 1974) 1091 gols

Títulos pelo Peixe

Paulista: 1958, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973

Rio-São Paulo: 1959, 1963, 1964 e 1966

Brasileiro: 1961, 1962, 1963, 1964, 1965 e 1968

Libertadores da América: 1962 e 1963

Copa Intercontinental: 1962 e 1963

Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais: 1968

Recopa dos Campeões Intercontinentais: 1968

Pepe – José Macia

(1954-1969) 405 gols

Títulos pelo Peixe

Copa Intercontinental: 1962 e 1963

Recopa dos Campeões Intercontinentais: 1968

Libertadores da América: 1962 e 1963

Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais: 1968

Brasileiro: 1961, 1962, 1963, 1964, 1965 e 1968

Torneio Rio-São Paulo: 1959, 1963, 1964 e 1966

Paulista: 1955, 1956, 1958, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968 e 1969

Coutinho – Antônio Wilson Vieira Honório

(1958-1970) 370 gols

Títulos pelo Peixe

Copa Intercontinental: 1962, 1963

Libertadores da América: 1962, 1963

Brasileiro (Taça Brasil): 1961, 1962, 1963, 1964, 1965

Rio-São Paulo: 1959, 1963, 1964, 1966

Paulista: 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967

Torneios: Paris: 1960, 1961; Taça das Américas: 1963; Pentagonal do México: 1959; Tereza Herrera: 1959; Valência: 1959; Dr. Mario Echandi: 1959; Giallorosso: 1960; Quadrangular de Lima: 1960; Itália 1961: 1961; Internacional da Costa Rica: 1961; Pentagonal de Guadalajara: 1961; Internacional da Venezuela: 1965; Hexagonal do Chile : 1965 e Nova York : 1966

Toninho Guerreiro – Antonio Ferreira

(1963-1969) 283 gols

Títulos pelo Peixe

Copa Intercontinental: 1963

Recopa Intercontinental: 1968

Libertadores da América: 1963

Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais: 1968

Brasileiro: 1964, 1965 e 1968

Rio-São Paulo: 1963, 1964 e 1966

Paulista: 1964, 1965, 1967, 1968 e 1969

Feitiço – Luís Macedo Matoso

(1927-1936) 216 gols

Artilheiro do Campeonato Paulista: 1923, 1924, 1925, 1929, 1930 e 1931.

Terceiro jogador que mais vezes foi artilheiro do Campeonato Paulista: seis vezes

Jogador com maior média de gols marcados na história do Santos: 1,43 gols por partida

Dorval – Dorval Rodrigues

(1956-1967) 198 gols

Títulos pelo Peixe

Paulista: 1958, 1960, 1961, 1962, 1964 e 1965

Rio-São Paulo: 1959, 1963, 1964 e 1966

Brasileiro: 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965

Libertadores da América: 1962 e 1963

Copa Intercontinental: 1962 e 1963

Troféu Teresa Herrera: 1959

Edu – Jonas Eduardo Américo

(1966-1976) 183 gols

Títulos pelo Peixe

Recopa dos Campeões Intercontinentais: 1968

Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais: 1968

Brasileiro: 1968

Rio-São Paulo: 1966

Paulista: 1967, 1968, 1969 e 1973

Araken Patusca

(1923-1929 e 1935-1937) 177 gols

Títulos pelo Peixe

Campeonato Paulista: 1935

Taças: Cidade de Santos: 1926; Confeitaria São Bento: 1923; Zenith: 1923; Prefeitura Municipal de Santos: 1925; Jafet: 1925; Dr. Guilherme Guinle: 1925; Dr. Antonio Ulhôa: 1926; José de Souza Dantas: 1926; João Cantuária: 1926, 1927; Casella: 1935; Carlos de Barros: 1936; Aliança da Bahia: 1936; Sul-America Seguros de Vida: 1936; Prefeitura Municipal: 1936; Companhia Construtora Universal: 1936 e Governador do Estado da Bahia: 1936

Pagão – Paulo César Araújo

(1955-1963) 159 gols

Títulos pelo Peixe

Taça Intercontinental: 1962

Taça Libertadores da América: 1962

Brasileiro: 1961 e 1962

Rio-São Paulo: 1959

Paulista: 1955, 1956, 1958, 1960, 1961 e 1962

Foi reserva do ataque formado por Dorval, Mengalvio, Coutinho, Pelé e Pepe.

Tite – Augusto Vieira de Oliveira

(1951-1958 e 1959-1964) 151 gols

Ponta-esquerda que fez muitos gols pelo Peixe.

Participou de 475 jogos.

DNA OFENSIVO, O TIME MAIS ARTILHEIRO DO MUNDO, COM MAIS DE 12500 GOLS MARCADOS

Siga Família Santista nas Redes Sociais

Rolar para o topo