O Santos Futebol Clube precisa ser “cirúrgico” nessa época de contratações

O presidente não pode ceder às exigências dos empresários 

Santos

Santos Futebol Clube, o maior time da terra

O Santos Futebol Clube teve um ano para ser esquecido, muito por conta da turbulência política que acabou respingando dentro de campo. Que o fracasso de 2018 sirva de lição para as próximas temporadas.

Já é certo que o clube precisa de um treinador e o melhor neste momento é contar com um bom gestor de grupo que, acima de tudo, tenha o respeito dos jogadores. Abel Braga, como ventilado por aí, seria ótima opção, independentemente do salário, se é que o Santos almeja coisas grandes em 2019. Chega de aventureiros!

É certo também que Gabigol deixa a Vila Belmiro. Atualmente para a posição temos Eduardo Sasha, Felippe Cardoso e o Menino da Vila, Yuri Alberto, portanto, a contratação de um centroavante é mais do que necessária, mas por favor diretoria, não venham com um Vágner Love da vida.

A zaga também ficou carente com as saídas de Robson Bambu e David Braz, que ainda pode voltar ao clube. Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e o garoto Kaique Rocha são as opções do elenco.

As laterais precisam de uma renovação total, apesar de Dodô ter ido muito bem nesse ano, sua permanência ainda é uma incógnita. Peres precisa fazer um esforço para manter o bom lateral-esquerdo, mas pagar salário de Europa não será possível. Que o torcedor entenda a situação do clube.

Veja também:
+ A análise dos jogadores do Santos nesta temporada
+ Santos 3 x 2 Atlético-MG, avaliação dos jogadores
+ Fique sócio do Peixe e ajude o clube a se tornar ainda mais forte

Victor Ferraz, em nossa opinião, já deu o que tinha que dar. Entendemos que, além de fazer mal para o grupo, seu futebol não está à altura do Santos Futebol Clube. Daniel Guedes poderia ser emprestado para pegar mais experiência, voltar com força e, quem sabe, ser titular no futuro.

No meio o Peixe tem boas opções, como Alison, Guilherme Nunes, Calabres e Carlos Sánchez. Diego Pituca, com contrato até 2021, está fazendo jogo duro e pede aumento salarial, já que tem um dos menores salários do elenco profissional. É bom jogador e pode ser útil, ainda assim, se quiser sair, que paguem a multa rescisória.

Bryan Ruiz ainda é mistério, mas acreditamos que, com uma boa pré-temporada, o costarriquenho pode ser o maestro santista.

O ataque está bem servido e só precisa de um bom centroavante. Com Bruno Henrique recuperado e Derlis González como titulares, o setor tem tudo para voltar a ser forte. Para nós, Rodrygo já pode ir para o Real Madrid e ser feliz.

Nós torcedores precisamos entender que não é preciso contratar de baciada, mas contratações cirúrgicas, de jogadores que cheguem para ser titulares ou, no mínimo, do mesmo nível dos que já estão no clube. É inadmissível contratar como nos últimos anos e trazer para a Vila jogadores do nível de Leandro Donizete, Yuri, Nilson, Neto Berola, Copete, Fabián Noguera, Jean Mota, Paulinho, Marquinhos, Romário, Rodrigão e etc?

É dado início à época das especulações e vamos torcer para que José Carlos Peres e sua cúpula tragam para a Baixada jogadores que honrem o Manto Sagrado. Estamos de olho!

0 respostas

Deixe sua opinião!

Família Santista, a casa do verdadeiro santista.
Aqui o espaço é democrático!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *