Ponte Preta x Santos – Avaliação dos jogadores na vitória por 2 a 1 no Moisés Lucarelli

You are currently viewing Ponte Preta x Santos – Avaliação dos jogadores na vitória por 2 a 1 no Moisés Lucarelli
Ponte Preta x Santos: Moisés Lucarelli

Peixe entra com sono, mas melhora com as substituições de Jair Ventura

Ponte Preta x Santos
Ponte Preta x Santos: Moisés Lucarelli

Confira a avaliação dos jogadores do Santos, na vitória por 2 a 1 em cima da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, pelo Paulistão 2018.

Vanderlei: Faltou fechar o ângulo no gol da Ponte. Fora isso, foi um mero expectador.

Victor Ferraz: Por que sai técnico, entra técnico, e ninguém tem coragem de colocá-lo no banco? São mais de dois anos testando a paciência do torcedor.

David Braz: Na média. De negativo, cometeu uma falta na entrada da área, recebendo o cartão amarelo.

Luiz Felipe: Boa partida. Por mérito, merece continuar no time.

Caju: Vacilou no gol pontepretano, mas precisa de sequência. Foi o desafogo do Peixe e teve boa postura ofensiva.

Alison: O de sempre, com chegadas firmes no meio campo e protegendo bem a zaga.

Matheus Jesus: Jogou com personalidade, sendo boa opção no campo ofensivo. Precisa de mais oportunidades para mostrar seu potencial.

Emiliano Vecchio: Mais uma partida de bom nível, distribuindo passes precisos aos atacantes. Se tiver a movimentação do ataque, seu futebol aparece.

Arthur Gomes: Foi melhor no primeiro do que no segundo tempo, quando passou a atuar pela direita. Não deve ser fácil jogar ao lado do Ferraz.

Jonathan Copete: Não tem condição de ser titular do Santos, apesar do ótimo cruzamento para o gol do Sasha. Se colocar na balança, mais prejudica do que ajuda. Tem dificuldade imensa em dominar a bola.

Rodrigão: Aquele golaço no primeiro jogo serviu para iludir o torcedor.

__

Jean Mota: Mais uma vez não aproveitou a oportunidade. Parece que já entra cansado.

Sasha: Melhorou a movimentação no ataque e fez o gol de um verdadeiro centroavante. O primeiro do Alvinegro.

Rodrygo: Só nós santistas temos o orgulho de ver um menino de 17 anos entrar e fazer o gol da vitória. Aliás, um belo gol. Essa é a tradição que sempre deu certo no Santos Futebol Clube.

__

Jair Ventura: Precisa de tempo para implantar sua filosofia, mas também não pode insistir com jogadores que não tem condições de vestir o Manto Sagrado.

Foi bem ao colocar Sasha e Rodrygo. O primeiro deve virar titular já na próxima partida.

__

Camisa do Santos - Familia Santista