Paulo Autuori

Paulo Autuori destaca a necessidade de manter Sampaoli no comando do Santos: “Identidade”

O diretor de futebol falou com a imprensa na manhã desta quarta-feira (14), no CT Rei Pelé

Loja Família Santista

Veja os principais trechos da entrevista coletiva de Paulo Autuori, no CT Rei Pelé.

Reunião com Peres e Sampaoli

– Pedi uma reunião, pois queria há muito tempo tratar com o presidente e Sampaoli e a presença do Gabriel também. Definimos as coisas de forma muito clara. Nosso trabalho é pela continuidade, mesmo que não seja característica do futebol. Temos que entender o excelente momento da equipe, que é fruto do trabalho dos jogadores e comissão técnica. Protagonismo para mim existem dois: jogadores e torcedores. É o que faz ser a paixão no mundo todo. Reciprocidade é evidente. Isso tem muito a ver com a qualidade do trabalho, Sampaoli está completamente identificado, sua maneira de propor o jogo tem a ver com o Santos. Temos que pensar em continuidade, aproveitando o resto de ano para organizar.

Importância da continuidade de Sampaoli

– Não quero aparecer, só quero desenvolver trabalho. Não é só contratar, já falei isso. Isso é raso. Futebol precisa ser pensado de maneira única e que se tenha identidade de jogo. Essa proposta do Sampaoli caiu muito bem com a história do clube, identidade. Temos que institucionalizar e replicar para todo o futebol. Não é fácil, mas mais do que estrututra e infraestrutura, precisamos de ideias, ideias alinhadas. Sampaoli se posicionou favorável, mas não podemos perder essa oportunidade. Um profissional dessa qualidade não precisa fazer muito mais do que já faz, mas os outros tem muito a absorver. Isso é fundamental, integração do futebol no clube.

Essa proposta do Sampaoli caiu muito bem com a história do clube, identidade.

Paulo Autuori

Paulo Autuori explica a situação de Jean Mota

– Não chegou proposta nenhuma ao clube, isso está claro. Uma coisa é especulação trazida por agentes, empresários, outra coisa é proposta oficial e não houve nenhum tipo de proposta ao clube. Erros todos nós cometemos. Jean assumiu o erro, é um grande profissional. A mensagem anterior serve para eles. Liberdade de expressão é lindo, mas se paga o preço pelo que se fala. Ele teve atitude de caráter, não vi qualquer ofensa em relação à figura de ninguém. Será tratado internamente esse caso. O que eu mais detesto são fogos artificiais, já vi clube falando o que fazer e não fazem nada. É abominável.

Contratações

– Fundamentalmente o vilão do futebol brasileiro é o calendário. Ele (Sampaoli) está consciente, por isso falei de continuidade e tempo daqui para frente de planejar quem também possa vir ao Santos no futuro. Atingir nível técnico e competitivo. Às vezes vem um com muita qualidade técnica, mas não tem nível competitivo suficiente. É um filtro claríssimo para as próximas aquisições.

O Santos volta à campo contra o Cruzeiro no próximo domingo (18), às 16h, no Mineirão, pela 15ª rodada do Brasileirão 2019.

Loja Família Santista

Veja Também:

+ Santos Futebol Clube, a história mais gloriosa do futebol
+ Família Santista, a casa do verdadeiro santista
+ Ver mais notícias do Santos Futebol Clube
+ Loja Família Santista, produtos de qualidade e preço acessível a todos
+ Fique sócio do  Santos e ajude o clube a se tornar ainda mais forte