Palmeiras x Santos

Palmeiras x Santos – Avaliação dos jogadores no empate por 0 a 0 na Arena WTorre, pelo Paulistão 2019

Peixe joga bem, domina grande parte do jogo, mas sofre os principais lances de gol

Confira a avaliação dos jogadores do Santos FC, no empate por 0 a 0 contra o Palmeiras, na Barrafunda, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista 2019.

Éverson – Um dos melhores em campo. Praticou ótimas defesas, evitando a derrota. Com os pés, foi sempre preciso.

Matheus Ribeiro – Fraco na marcação, se perdendo em alguns lances no setor defensivo. Pouco chegou ao ataque.

Gustavo Henrique – Partida perfeita, absoluto por baixo e pelo alto. Boa saída de bola.

Felipe Aguilar – Podemos dizer que já está recuperado do desastre em Itu. Jogou de cabeça erguida e foi preciso nos desarmes.

Jonathan Copete – Só não vamos pegar mais pesado, pois atuou em uma posição que não é a sua, mas sua falta de técnica ainda vai complicar o Santos FC. Muito mal.

Jean Lucas – Grata surpresa. Forte fisicamente, protegeu o meio campo e chegou com qualidade no ataque. Por pouco não marcou seu gol em belo arremate da entrada da área.

Yuri – A expectativa era das piores, mas não foi de todo ruim. Deu boa proteção à zaga.

Diego Pituca E lá se vai mais uma bela atuação. O principal articulador do time, com muita qualidade no passe.

Cueva Discreto. Jogou de costas para o gol, dificultando seu futebol.

Rodrygo – Arriscou algumas arrancadas, mas sem sucesso. De positivo, sofreu algumas faltas perto da área.

Derlis Gonzáles – Também não brilhou, porém, jogou com a garra de sempre.


Jean Mota – Pouco somou no setor ofensivo.

Carlos Sánchez – Desta vez, não entrou bem, errando algumas saídas de bola, desperdiçando bons contra-ataques.

Orinho – Melhorou a marcação do lado esquerdo da defesa.


Jorge Sampaoli – Não sabemos se o Santos FC conquistará títulos, mas como é bom ver esse time jogar. Mesmo correndo riscos, o padrão de jogo é visível, sem desespero e controlando as ações, praticamente, o tempo todo. Tomar pressão do adversário dentro da sua casa, é a coisa mais normal do mundo, e isso só aconteceu, na parte final da partida.

Vale lembrar que o argentino entrou com um time alternativo, poupando alguns titulares e, ainda assim, manteve o sistema de jogo.

Ficamos com a impressão de que faltou um pouco de perna aos jogadores na metade do segundo tempo.

Veja Também:

+ Jorge Sampaoli e a transformação dos jogadores dentro de campo
+ Comparar Pelé com qualquer outro jogador, beira a insanidade
+ Fique sócio do  Santos e ajude o clube a se tornar ainda mais forte

0 respostas

Deixe sua opinião!

Família Santista, a casa do verdadeiro santista.
Aqui o espaço é democrático!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *