Galinhada x Santos – Avaliação dos jogadores no empate por 1 a 1 na Arena Figueirense

Peixe repete a boa atuação de domingo passado na Vila Belmiro e merecia os três pontos em Itaquera

Galinhada x Santos

Galinhada x Santos: Brasileirão 2018

Confira a avaliação dos jogadores, no empate entre Santos e Timinho da Marginal por 1 a 1 em Itaquera, pela 10ª rodada do Brasileirão 2018.

Vanderlei: Teve pouco trabalho, foi mais exigido nas bolas alçadas na área. Não teve culpa no gol sofrido.

Victor Ferraz: Voltou a frequentar o ataque, com triangulações e bons passes. Anotou o gol do Peixe, em oportunismo de centroavante. Precisa melhorar a marcação, pois continua dando muito espaço.

David Braz: Bom desempenho, chegando com firmeza nas jogadas e orientando o sistema defensivo.

Lucas Veríssimo: Mais uma vez falhou em jogo grande. Desde o ano passado estamos comentando sobre esses erros.

Dodô: Mal no primeiro tempo, errando muitos passes e com dificuldade na marcação. Melhorou no segundo, chegando bem no apoio e participando das jogadas de perigo. Roubou a bola que originou o gol do Peixe.

Diego Pituca: Jogou muito mais uma vez. Com tranquilidade e eficiência, controlou a cabeça de área. Foi importante na saída de bola e até arriscou alguns chutes.

Renato: Se limitou a jogar na frente da zaga e não complicou.

Jean Mota: Nos cruzamentos levou perigo, mas com a bola no pé, nem tanto. Errou contra-ataques e arriscou demais os chutes de fora da área, sem sucesso.

Rodrygo: É muito orgulho para nós santistas ver mais um craque surgindo na Vila Belmiro. Bagunçou a defesa do timinho de Itaquera e faltou pouco para marcar o seu. Deu a assistência perfeita para o gol de Victor Ferraz.

Gabriel: Estamos bravos com seus gols perdidos, pois com certeza daria a vitória ao Santos, mas não podemos reclamar de falta de vontade. Participou de todas as jogadas ofensivas e puxou bons contra-ataques.

Eduardo Sasha: Taticamente tem cumprido bem sua função, mas não tem rendido como no começo da temporada, porém é importantíssimo para o atual esquema de jogo.


Léo Cittadini: Coincidência ou não, o time perdeu força com sua entrada.

Bruno Henrique: Entrou com vontade de jogo e deu trabalho para a zaga. Estamos ansiosos para ver a dupla Bruno Henrique e Rodrygo. Quem segura?

Copete: Pouco tempo em campo.


Jair Ventura: Os jogadores são os mesmos que estavam passando vergonha, o que mudou foi a postura.

Nem parecia o Santos de três rodadas atrás. Desta vez os atacantes marcaram a saída de jogo e o toque de bola foi para frente. Merecíamos os três pontos.

Não é difícil fazer esse time jogar, basta ter ambição e cobrar quem anda em campo.

Hoje ele pode dizer na entrevista que o time perdeu boas chances. Hoje sim!

__