Fluminense x Santos – Avaliação dos jogadores na vitória por 1 a 0 no Maracanã

Peixe garante os três pontos no Rio de Janeiro e respira no Brasileirão

Fluminense x Santos

Fluminense x Santos: Maracanã, Brasileirão 2018

Confira a avaliação dos jogadores, na vitória do Santos por 1 a 0 em cima do Fluminense no Maracanã, pela 12ª rodada do Brasileirão 2018.

Vanderlei: Diante de um fraco adversário, o goleirão pouco trabalhou.

Victor Ferraz: Nos jogos dentro de casa ele se solta mais no ataque. Na marcação foi bem.

David Braz: Ataque inofensivo do Fluminense, facilitando seu trabalho. Precisa parar com a ligação direta para o ataque.

Gustavo Henrique: Não dá para entender porque ainda não é titular dessa equipe. Mais uma partida perfeita.

Dodô: Chegou bem no campo ofensivo e foi o desafogo na saída de bola. Fez boas triangulações pela esquerda.

Alison: Apesar da falta de ritmo, marcou com a excelência de sempre. Chegou algumas vezes no campo ofensivo.

Diego Pituca: Outra partidaça do meio campista. Marcação precisa e visão de jogo. Deu excelente assistência para o gol do Santos. Infelizmente, por ter levado o terceiro cartão amarelo, vai desfalcar o time na próxima partida, logo após a copa do mundo.

Léo Cittadini: Boa movimentação, mas sua limitação física o impede de atuar em bom nível. É só encostar que cai.

Jean Mota: Matou alguns contra-ataques e teve boa oportunidade no primeiro tempo. Só!

Bruno Henrique: Enfim, voltou a ser titular, para nooossaaa alegriaaaa. Sempre agudo, deu trabalho para a zaga carioca. Perdeu um gol incrível de cabeça, mas se redimiu em grande estilo, garantindo a vitória santista.

Gabriel: Buscou a movimentação, mas precisou sair muito fora da área, perdendo sua principal qualidade, a finalização. Fez bom cruzamento para o cabeceio de Bruno Henrique.


Copete: Entrando no segundo pode ser útil.

Renato: Não mudou muita coisa na partida.

Vitor Bueno: Jogou pouco.


Jair Ventura: Apesar dos três pontos, seu time finalizou apenas cinco vezes.

O primeiro tempo deu sono, mas após o intervalo o time voltou com uma postura mais agressiva. Vale lembrar, que venceu outra equipe fraquíssima.

São 35 jogos à frente do Peixe, com 14 vitórias, 14 derrotas e 7 empates, um aproveitamento aquém da grandeza do Santos Futebol Clube.

__