Cruzeiro x Santos – Avaliação dos jogadores na derrota por pênaltis no Mineirão

Peixe faz 2 a 1 no tempo normal, mas desperdiça três cobranças de pênaltis e fica fora da Copa do Brasil

Cruzeiro x Santos

Cruzeiro x Santos: Mineirão, Copa do Brasil 2018

Confira a avaliação dos jogadores, na eliminação do Santos FC nos pênaltis, no Mineirão, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Vanderlei: O gol do Cruzeiro parecia defensável, mas se redimiu no fim do jogo em boa defesa no cantinho. Não pegou nenhum pênalti.

Victor Ferraz: Boa postura defensiva, mas pouca efetividade no ataque. Melhorou o toque de bola ao atuar no meio campo.

Luiz Felipe: Se machucou logo no início.

Lucas Veríssimo: Abusou das faltas na entrada da área. Zagueiro que não transmite confiança.

Dodô: Manteve sua regularidade, com boa saída de jogo e boas triangulações. Encontrou dificuldades na defesa.

Diego Pituca: Perdido na entrada da área. Faltou combatividade para anular o bom meio campo cruzeirense.

Renato: Peso morto. Entramos com um a menos.

Arthur Gomes: Participou pouco do jogo. Estava sem função.

Bruno Henrique: Apesar do gol da virada, está devendo futebol. É pura displicência. Bateu o pênalti sem o menor comprometimento.

Rodrygo: Participativo, correu os 90 minutos buscando alternativas no ataque, inclusivo fazendo o excelente cruzamento para o gol de Bruno Henrique. Na cobrança de pênalti podia ter feito o mais simples.

Gabriel: Sempre achamos as críticas exageradas e o Menino da Vila marcou seu segundo gol em duas partidas. Que continue nessa evolução.

__

Gustavo Henrique: Entrou no lugar do Luiz Felipe e comprometeu o resultado. Muito lento, cedendo espaços aos atacantes. O gol mineiro foi em cima dele.

Jean Mota: Não esperamos mais nada desse atleta. Fraquíssimo. Foi mais um a perder o pênalti, aliás, o pior batido.

Daniel Guedes: Entrou bem. Deu mais qualidade no apoio.


Cuca: O importante foi a mudança de postura. Não vemos mais aqueles toquinhos sem objetivo.

Entrou com quatro atacantes e teve azar ao tomar o gol tão cedo, ainda assim, manteve o esquema e buscou a improvável virada.

Tem tudo para tirar o Santos FC dessa situação, agora apenas com o Brasileirão e a Libertadores.

Nós acreditamos no seu trabalho!

__