Bi da Série B x Santos – Avaliação dos jogadores na derrota por 2 a 1 na Barrafunda

Peixe leva gols no início de cada tempo e encontra dificuldades para empatar o jogo

Bi da Série B x Santos
Bi da Série B x Santos: Arena WTorre

Confira a avaliação dos jogadores do Santos, na derrota por 2 a 1, na Arena WTorre, pelo Paulistão 2018.

Vanderlei: Não teve culpa nos gols. O primeiro, uma cabeceada no contrapé, o segundo, um belo chute da entrada da área.

Daniel Guedes: Não foi nenhum Carlos Alberto Torres, mas melhorou consideravelmente a lateral-direita. De seus pés saíram os principais cruzamentos para área e, em um deles, saiu o gol do Peixe.

David Braz: Falhou feio no primeiro gol da porcada. Custou o resultado.

Luiz Felipe: É bom zagueiro, mas se machuca demais. Desta vez sentiu dores na posterior da coxa esquerda e foi substituído ainda no primeiro tempo.

Caju: Um dos mais criticados pela torcida. Falta-lhe tranquilidade. Tem imensa dificuldade na marcação.

Alison: O único que marcou no meio campo. Cansou de tanto cobrir o Renato e o Vecchio. Levou o terceiro cartão amarelo e está fora da próxima partida.

Renato: Apesar do gol, não tem mais condições de ser titular. Está matando a saída de bola, além de não ter mais explosão para marcar. Como prêmio, atua os 90 minutos e ainda carrega a braçadeira de capitão.

Emiliano Vecchio: Teve boa movimentação, mas encontrou dificuldades com a forte marcação do adversário. Ficou sobrecarregado na armação.

Arthur Gomes: Tentou partir pra cima, mas esteve sempre isolado.

Jonathan Copete: É uma grande falta de respeito ao torcedor santista ter este atleta como titular do time. Entendemos sua força de vontade, mas para vestir o Manto Sagrado é preciso muito mais. Matou quase todas jogadas de ataque no primeiro tempo.

Sasha: Boa atuação, se movimentando e buscando as jogadas entre os zagueiros. Quase marcou de cabeça. Infelizmente, precisou sair no intervalo por conta de uma pancada na cabeça.

__

Robson Bambu: Entrou com personalidade. Não sentiu o peso do clássico.

Rodrigão: É mais um que testa a paciência do torcedor.

Rodrygo: Atuou isolado na esquerda. Não deu para mostrar muita coisa.

__

Jair Ventura: Ainda busca a melhor formação, mas precisa acabar com a lentidão na saída de bola, que vem desde os tempos do Dorival.

Está pecando em insistir com jogadores como Copete, Renato e Rodrigão.

Temos a certeza do seu sucesso como treinador do Santos, mas é preciso coragem para barrar alguns medalhões.

__

Camisa do Santos - Familia Santista

Rolar para o topo