Bi da Série B x Santos – Avaliação dos jogadores na eliminação nos pênaltis do Paulistão 2018

Peixe sofre pressão, segura o resultado, mas perde a decisão por pênaltis (5 a 3)

Bi da Série B x Santos - Avaliação dos jogadores na eliminação nos pênaltis do Paulistão 2018
Bi da Série B x Santos – Peixe foi eliminado nos pênaltis

Confira a avaliação dos jogadores, na eliminação do Santos na semifinal do Campeonato Paulista 2018, no Pacaembu.

Vanderlei: A decisão nem teria ido para as penalidades se não fosse suas defesas difíceis no primeiro tempo. Infelizmente, dessa vez, não deu pra defender nenhuma cobrança de pênalti.

Daniel Guedes: Melhorou a marcação em cima da Kena em relação ao último jogo. Fez uma assistência primorosa, colocando a bola na cabeça do Sasha no primeiro gol do Peixe.

David Braz: É o dono da zaga.

Lucas Veríssimo: Voltou a dar sustos, em especial na saída de bola, errando passes simples.

Dodô: Boa partida defensiva, não passou nada.

Alison: Foi o pit bull mais uma vez. Excelente proteção na frente da zaga.

Renato: Por outro lado, o veterano podia ter se apresentado mais para o jogo. Os toquinhos burocráticos de lado facilitou a marcação do adversário.

Rodrygo: Jogou em uma função nada habitual e encontrou dificuldades, ainda assim foi o autor do segundo santista.

Arthur Gomes: Pouco participativo no ataque, mas ajudou na recomposição.

Eduardo Sasha: Muita dedicação em campo, vindo buscar a bola de trás e ajudando na marcação do lateral. Fez um golaço de cabeça.

Gabriel: Muito mal.

__

Jean Mota: Entrou mais ligado do que em partidas anteriores.

Diogo Vitor: Não produziu muito, diante da forte marcação palmeirense. É preciso paciência com o garoto e nada de caça às bruxas.

Leandro Donizete: Pouco tempo em campo.

__

Jair Ventura: Ousou e colocou um time extremamente ofensivo. Deu certo por conta da vitória no tempo normal, mas tomar pressão quase os 90 minutos é muito pouco para o Santos. Se forçasse um pouco mais podia ter matado o jogo.

A saída de bola continua extremamente lenta e irritante, sendo facilmente marcada pelo adversário e, isso não é questão de elenco, fraco ou forte, mas treinamento e movimentação.

Ainda faltam jogadas ensaiadas nas bolas paradas.

Fica a lição de que o Santos deve entrar sempre para vencer, dentro ou fora de casa, portanto é preciso sequência ao Jair Ventura para continuar o seu trabalho à frente da equipe.

__

Camisa do Santos - Familia Santista

Rolar para o topo