Bahia x Santos

Bahia x Santos – Avaliação dos jogadores na vitória por 1 a 0 no estádio Pituaçu pela décima rodada do Brasileirão 2019

Peixe encontra dificuldades no primeiro tempo, mas alterações surtem efeito e o time de Sampaoli conquista três pontos importantíssimos em Salvador

Confira a avaliação dos jogadores no jogo Bahia x Santos que terminou com a vitória santista por 1 a 0, no estádio Pituaçu, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro 2019.

Everson – Não teve tanto trabalho, mas quando precisou, o goleirão deu conta do recado.

Victor Ferraz – Chegou bem ao ataque e, com três zagueiros, não teve dificuldades com a marcação. Precisa aprimorar os cruzamentos.

Gustavo Henrique – Partida segura. Anulou o centroavante do Bahia.

Felipe Aguilar – Que zagueiro hein! Voltou com a categoria de sempre, antecipando e distribuindo bem as jogadas.

Lucas Veríssimo – Dos três zagueiros, foi o que encontrou mais dificuldade. Comete faltas infantis com botes precipitados. Com a saída de Victor Ferraz, passou para a lateral-direita e não complicou.

Jorge – Boa postura defensiva, além de chegar com perigo no ataque. Teve boa oportunidade no segundo tempo, com belo arremate da entrada da área.

Diego Pituca Responsável pela qualidade na saída de jogo. Não apareceu muito, mas deu equilíbrio ao meio campo.

Carlos Sánchez – O motorzinho de sempre. Praticamente todas as jogadas de ataque passaram pelos seus pés. Marcou o gol da vitória, em rebote de sua própria cobrança de pênalti.

Família Santista Loja

Soteldo – Mesmo com dupla marcação, achou os espaços e criou bons lances de ataque, especialmente, na segunda etapa.

Eduardo Sasha – Está mais que provado que não rende como ponta. Ao mudar de posicionamento e passar a jogar como centroavante, melhorou consideravelmente seu desempenho. Quase abriu o placar em lindo cabeceio, defendido pelo goleiro.

Uribe – Ainda tímido. O futebol não tem segredo. Uribe ainda não encaixou, então poderia esperar o melhor momento para entrar como titular. Coincidência ou não, após sua saída o time passou a envolver o Bahia.

Entraram no segundo tempo de Bahia x Santos

Marinho – Melhorou as jogadas pelas pontas. Apesar de não ter levado perigo, foi boa opção pela direita e, depois pela esquerda.

Jean Mota – Distribuiu bons passes no meio campo.

Luiz Felipe – Em sua primeira jogada, deixou o atacante Gilberto sozinho na cara do Everton. Sorte que o atacante errou a finalização de peito.

Jorge Sampaoli

O Santos FC teve bom volume de jogo no primeiro tempo, mas com dificuldade de penetrar a zaga baiana. Após as substituições, passou a envolver melhor e levar mais perigo ao gol adversário.

Não pôde contar com Alison e Jobson, sendo obrigado a entrar com três zagueiros, formação que não somos muito fãs, mas que deu certo em Salvador.

O Peixe continua na vice-liderança do Brasileirão, agora com 23 pontos, a três do líder.


Veja Também:

+ Santos Futebol Clube, a história mais gloriosa do futebol
+ Família Santista, a casa do verdadeiro santista
+ Ver mais notícias do Santos Futebol Clube
+ Loja Família Santista, produtos de qualidade e preço acessível a todos
+ Fique sócio do  Santos e ajude o clube a se tornar ainda mais forte

Deixe seu Comentário | Família Santista
0 respostas

Deixe sua Opinião!

O você achou desse Post?
Faça seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.