Atlético-MG x Santos

Atlético-MG x Santos – Avaliação dos jogadores no empate por 0 a 0 pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2019

Peixe tem um bom primeiro tempo, mas diminui ritmo no segundo

Confira a avaliação dos jogadores do Santos FC, no empate por 0 a 0 contra o Atlético-MG, no estádio Independência, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2019.

Everson – Praticou boas defesas em chutes de fora da área.

Victor Ferraz – Boa participação no apoio, mas sua falta de explosão para recompor, tem deixado brechas no lado direito da defesa.

Lucas Veríssimo – Apesar de não ter complicado, parece afoito em algumas jogadas.

Gustavo Henrique – Manteve sua boa regularidade.

Felipe Aguilar – Colocou no bolso o centroavante tão pedido pela maioria do torcedor santista. Tempo de bola perfeito.

Jorge – Boa presença ofensiva, com muita habilidade na perna esquerda. Precisa de mais objetividade nas jogadas.

Jean Lucas Bastante exigido, teve trabalho em conter o meio campo atleticano. Errou alguns passes simples na transição.

Diego Pituca – Tem sido o principal jogador na temporada, tanto por sua capacidade técnica, quanto pela regularidade. Precisa manter a simplicidade em campo, pois quando decide fazer jogadas sofisticadas, se perde. Tanto ele, quanto o Sánchez, são os termômetros do time. Quando estão bem, o time vai bem.

Loja Família Santista
Camisa Santos Família Santista

Jeano Mota – Tem torcedor que diz que o perseguimos, mas convenhamos, foi mais uma partida apagada do meia santista. Apenas um chute com perigo no primeiro tempo. Se esconde demais, falta-lhe intensidade. Não atoa tem ficado no banco nos últimos jogos.

Rodrygo – Bom primeiro tempo, indo pra cima como de costume. Mas, assim como todo o time, sumiu na segunda etapa.

Derlis González – O Santos num geral foi bem, mas o paraguaio destoou da equipe. Escolheu sempre a opção errada para dar sequência nas jogadas.


Solteldo – Entrou num momento em que o Santos FC não conseguia sair de trás, e isso dificultou seu futebol. Teve dificuldades para puxar os contra-ataques.

Eduardo Sasha – Também não teve muito o que fazer. No segundo tempo, a marcação do Atlético-MG encaixou, dificultando o jogo do Peixe.

Cueva – Pouca coisa mudou com sua entrada.


Jorge Desio – Substituiu Sampaoli, suspenso. Desempenhou bem seu papel e fez as alterações que o time precisava no momento.

O empate fora de casa, contra uma boa equipe, acabou sendo um bom resultado.

Veja Também:

+ Jorge Sampaoli e a transformação dos jogadores dentro de campo
+ Comparar Pelé com qualquer outro jogador, beira a insanidade
+ Fique sócio do  Santos e ajude o clube a se tornar ainda mais forte

0 respostas

Deixe sua Opinião!

O você achou desse Post?
Faça seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.